Nesta série de artigos, será feito um overview com exemplos práticos de utilização das ferramenta da stack ELK da empresa Elastic. ELK será mencionado em diversas oportunidades para simplificar a menção do conjunto de ferramentas desta stack denominada ELK. Cada letra do acrônimo é a inicial das principais ferramentas, como visto abaixo:

  • Logstash - Gerenciador de logs - Coleta dados ou logs de forma seriada de distintas fontes, realiza processamento e roteamento automático;
  • Elasticsearch - Repositório distribuído de documentos - Armazena e processa documentos json. Possui funcionalidades poderosas e ferramentas para consultas e buscar dados em documentos;
  • Kibana - Interface rica para visualização de dados em tempo real - Realiza a camada de apresentação dos dados em consultas feitas a dados armazenados no elasticsearch.

Para estabelecer o entendimento dos conceitos que a stack proprõem-se como solução, também abordaremos conhecimentos básicos de bigdata e ferramentas para interação com a stack.

Para acompanhar todos os artigos desta série veja a tag serie-elk.

Um dos maiores desafios atuais dos desenvolvedores é a implementação agnóstica aos ambientes disponíveis. Mas isso, infelizmente, nem sempre é a realidade, principalmente se você utiliza o Linux em seu desktop ou notebook, e necessita fazer testes em ambientes Windows. Para resolver tais problemas diversos são disponíveis, e grande parte delas envolvem tecnologias de virtualizações de ambientes. Dois são os aplicativos principais no mercado atualmente, o VMWare e o Virtualbox, e por motivos de sinergia entre as ferramentas disponíveis(Vagrant), utilizaremos o VirtualBox.

Nosso primeiro passo será adicionar o repositório do VirtualBox à nossa lista de repositórios, executando o comando abaixo.

echo "deb http://download.virtualbox.org/virtualbox/debian $(lsb_release -cs) contrib" > /etc/apt/sources.list.d/virtualbox.list

Adicionado o repositório, também precisamos adicionar sua chave, validando sua confiabilidade. Para tal, execute o comando abaixo.

wget -q https://www.virtualbox.org/download/oracle_vbox_2016.asc -O- | sudo apt-key add -
wget -q -O - http://download.virtualbox.org/virtualbox/debian/oracle_vbox.asc | apt-key add -

Incluído o repositório e sua chave, é hora de avisar ao apt que existe um repositório novo a ser lido, atualizando sua lista, e instalar o pacote:

sudo apt update --fix-missing && apt install virtualbox-5.1

O pacote do VirtualBox encontra-se instalado, porém é necessário instalar suas extensões para ter acesso a diversos recursos disponíveis do pacote, como habilitar dispositivos USB nas máquinas convidadas, diretórios compartilhados, melhorias nos dispositivos gráficos, entre outros.

Para tal, execute a linha de comando abaixo, que baixará a última versão disponível neste data, no site do VirtualBox.

http://download.virtualbox.org/virtualbox/5.1.22/Oracle_VM_VirtualBox_Extension_Pack-5.1.22-115126.vbox-extpack

Baixado o arquivo, execute o comando abaixo para instalá-lo!

sudo VBoxManage extpack install Oracle_VM_VirtualBox_Extension_Pack-5.1.22-115126.vbox-extpack --replace

Com este post, desisto oficialmente do wordpress. Poderia perder meu tempo explicando por que esse software é escroto, mas depois de passar quatro seguidos anos pelo mesmo problema, desisto. Volto feliz para aos geradores estáticos, e talvez consiga escrever com mais frequência.